04 janeiro 2008

O cancelamento do Lisboa Dakar 2008

O fim da prova, antes mesmo do seu início, merece mais do que lamentos ou graçolas de oportunidade. Mais do que os gigantescos prejuízos financeiros e dos incalculáveis prejuízos desportivos o cancelamento do Lisboa Dakar 2008 revela em todo o seu esplendor obscuro o mundo em que hoje vivemos. Mais do que tudo a decisão da organização é uma profunda derrota civilizacional para todos nós.
Obviamente que é de uma enorme ingenuidade acreditar na “versão oficial” que diz ser a instabilidade na Mauritânia a causa da anulação da maratona africana. Em causa estava sim toda a segurança da caravana e seus espectadores. A ameaça é seria e grave. Desde logo em Lisboa; desde logo no local da partida da prova que (segundo sei) teve de ser em parte evacuado esta manhã.
Ao mesmo tempo que o cancelamento da prova consubstancia uma derrota infame para o nosso iluminista e secular sistema de princípios e valores, constitui também uma das maiores vitorias para o lado negro da força político-social que ama o ódio e o terror. Repare-se que não chegou a haver um incidente sequer mas sim uma forte ameaça de.
Nunca antes os inimigos da ocidentalidade tinham conseguido tanto com tão pouco.

20 comentários:

Anónimo disse...

Caro Pedro, não posso concordar mais consigo. É lamentável o clima que se vive no mundo ocidental. É mesmo motivo para se fazer uma profunda reflexão sobre os tempos vindoros.

Pedo Magalhães ( fã do desporto automóvel )

Anónimo disse...

"Repare-se que não chegou a haver um incidente"?
Morrerem 7 pessoas não é um incidente? Deveriamos remendar em vez de prevenir?

A boa preferência de lucro à das vidas humanas.

ricardo disse...

Pois é... mas enganam-se aqueles que acham que este Lisboa-Dakar termina sem vencedores.
Por pilotos, Ossama Bin Laden ganhou, por equipas saiu vencedora a Al-Qaeda.
Custos mínimos, lucros imensos...
Não se pode condenar a estratégia desta equipa vencedora. Numa altura em que o mundo segue louco, tresloucado mesmo, em busca de sucessos fartos com o mais pequeno investimento, aqui está um exemplo em como isto rende. Um problema apenas: esta estratégia está a derrotar os seus progenitores. Não deixa de ter piada!

Anónimo disse...

Mais uma grande vitória para a Al-Quaeda e seus apaniguados !!!!! Esta foi-lhes entregue, em minha opinião, de mão beijada. Ajoelhá-mo-nos (nós, os ocidentais combatentes da liberdade e dos outros valores do mundo ocidental!) mesmo sem luta!!!!!!

Uma decisão exclusivamente política deu cabo da aventura. Já não há lugar para a aventura no nosso mundo. O mundo político/económico é demasiado (a9filósofo para entender o risco da aventura!

o_cao_que_morde disse...

Não concordo com a cancelamento
Isso é dar força aos Terroristas
Os governos europeus deviam organizar uma força militar grade para proteger a prova e a sua realização e assim não darei pontos aos terroristas
Se a moda pega não vai haver Euro 2008 e também Jogos Olímpicos

Anónimo disse...

Morreram 7 pessoas na Mauritânia. O que se deveria fazer era cancelar a etapa da Mauritânia.

Nuno disse...

Caro Pedro, de onde é que obteve essa informação relativa à evacuação? Não me diga que tem ligações ao SIS!!! Bem sei que este blogue não tem nenhum carácter oficial, mas como você é responsável por ele, devia de ter o cuidado de averiguar a veracidade do que escreve ou então revelar as suas fontes de informação. Pois pelo visto as centenas de jornalistas profissionais devem de andar a dormir!!!

Cumprimentos,

Nuno

Júri Faustino disse...

off topic (gostei desta): Obrigado pelo esclarecimento. Na verdade a discussão que originou a minha pergunta inicial nasceu exactamente pelo que disseste.
Creio que o valor da inscrição (em si mesma) será irrisória comparada com o investimento feito na equipa, carro ou mota, etc...
No entanto, estava a conversar com um colega que dizia que o valor da inscrição era, por si só, elevadíssimo. "Coisa para muitos milhares de contos" dizia ele.
Por curiosidade, fomos procurar na internet mas não encontramos nada, excepto este magnífico blog.
Obrigado pela ajuda
Um abraço

Anónimo disse...

Ouvir o tipo da ASO, um tal de Patrice Cler ou coisa que o valha, não se pode deixar de ficar com a sensação de que este rali nuca deixou de ser Paris-Dakar e nunca outra coisa, género Lisboa-Dakar. Tretas. E cada vez mais me conveço que só passou a ter início em Lisboa para que a prova se fizesse integralmente em território... africano, provavelmente porque esta era uma reivindicação antiga da Al-Qaeda e sucedâneos. Para fica a certeza que a edição de 2008 foi ganha pelo tio Ossama, que ganha antecipadamente as provas de 2009, 2010 e ... suivant. Hummm...

F. Soares disse...

E que tal ameaçar a A.S.O. com uma bomba, para os obrigar a arrancar com o Dakar?

Anónimo disse...

FOI COM GRANDE TRISTEZA ,EM QUE MAIS UMA VEZ DERROTEM O NOSSO PAIS, ISTO E UMA VERGONHA QUE PARA AQUELES LUTARAM ATE HOJE,E VIRAM O SEU TEMPO TODO PERDIDO POR CAUSA DE 3 OU 4, SENHORES

Pericles Pinto disse...

Olhem, antes assim!!!
Porquê? Porque a passagem por Alcochete - essa brilhante ideia de Alberto Gonçalves - ia ser uma vergonha tão grande que ninguém se ia esquecer dela nos próximos dez anos!!!

http://muitosuave.blogspot.com/

PV disse...

Caro Pericles,
"Antes assim!!"?? Não sei se já se apercebeu da gravidade da situação. Económica, pessoal e profissionalmente muitas pessoas estão de rastos...
Olhe, desejo-lhe as melhoras.
E deixe a garrafita de lado... pode ser que comece as ver as coisas de uma forma mais lúcida.

Zé Portuga disse...

Terrorismo, tretas, começa tudo com as mesmas letras.
Enquanto o Dakar não voltar novamente para terras napoliónicas as tretas vão continuar.
Por cá mais vale inventarem um Lisboa-Dakar noutra modalidade, talvez por mar a dobrar o cabo das tormentas.

Tovi disse...

O golpe fatal à realização da edição deste ano do Lisboa-Dakar foi dado pelas companhias seguradoras francesas, que ao saberem das preocupações do governo de Nicolas Sarkozy com as ameaças terroristas à caravana do rali, retiraram à Amaury Sport Organization (ASO) e aos seus sponsors, todas as garantias de risco.

johnny10 disse...

Mas nao vamos baixar os braços.. hoje de manha dois portugueses partiram com rumo a africa, NOS ESTAMOS COM ELES!

ExE_ disse...

A juntar se ao "brilhante" Pedro Soares deve estar com certeza o "copofonico" do pericles que pelos vistos escrever(.....mandar bitates!!!!) sem fundamento algum é com eles!Alias tanto falam que ate ja devem estar os 2 reunidos a beber da garrafinha do outro a tratar da proxima babuseira a ser falada....
Ou entao ate estao a pensar em pegar no curriculo do pedro, para este "magnifico" dueto, se propor a organizar um "Dakar".
Mas nao se esqueça de terminar 1º a escola comigo ok??!
Como ja expressei, acho incrivel a vossa capacidade de tanto falar sem saberem do que quer que seja, faltando ao respeito á organização do Lisboa-Dakar, e os jornalistas
que o Nuno ja focou!
Dediquem se a pesca os dois.....com a "garrafita" ao lado que concertezam vao disfrutar da vossa capacidade de "DESABAFAR"

Boa Noite e boa pesca!!!!!!

F. Soares disse...

Passem pelo meu blog e leiam o relato das etapas do Lisboa-Dakar 2008 Virtual
http://desmo13.blogspot.com/

dash disse...

Acho que o cancelamento do Rali deveria ser sempre a última saída e claramente não era... Escrevi sobre isso no meu blog.

dumdum.blogs.sapo.pt

Erasmo Shallkytton disse...

O cancelamento do Rally Lisboa Dakar 2008 foi um grande golpe dos insurgentes. Mais contamos com o ano de 2009. Abraços. www.shallkytton.com