04 janeiro 2008

Reacções (VII) - Comunicado da Mitsubishi Ralliart Team

Finalmente as equipas oficiais começaram a reagir. Via autosport podemos ler que
a Repsol Mitsubishi Ralliart Team, Valeo, BFGoodrich e todos os seus parceiros respeitam inteiramente a decisão anunciada hoje pela A.S.O:

«É escusado referir que é grande a decepção por não ir em frente a 30ª edição do Lisboa-Dakar 2008. Após meses de preparação, e trabalho árduo, estávamos ansiosos para tentar alcançar a nossa 13ª vitória com o Mitsubishi Pajero, que venceu por sete vezes esta prova.»

«Acreditamos igualmente que o suporte dado às iniciativas humanitárias em África, em que nos envolvemos desde a primeira hora, continuarão a dar frutos. Tivemos o privilégio de fazer contribuições monetárias para o SOS Sahel International, ainda ontem, aqui em Lisboa, e iremos hoje remeter um cheque para a Fundação Dakar Solidário. Esta cerimónia será levada a cabo como previsto», referiu Dominique Serieys, director da equipa Mitsubishi.

2 comentários:

PEDRO disse...

É só meninos. Com esta mentalidade a equipa de raguebi nacional nunca tinha passado de Alverca ou Moscavide. Entreguavam uma G3 a cada equipa e os chinamarqueses iam ver o que era bom. Com betinhos assim é melhor o rali passar a chamar-se Lisboa-Caparica

Anónimo disse...

Há muitos anos que o Dakar deixou de ser uma aventura e passou a ser uma "passerelle"...
Chegou a este ponto de um qualquer tipo de turbante na cabeça fazer uma ameaça que os franceses acagaçam-se todos e cancelam a prova.
Para o ano há mais, ou talvez não...