04 janeiro 2007

Atascados

Pois é!
A menos de quarenta e oito horas da partida do Lisboa-Dakar 2007 está confirmadíssimo que a prova sai de Portugal! Surpresos com a afirmação?
Eu tento explicar: as preocupações por mim deixadas de forma mais ou menos evidente aqui e aqui afinal sempre tinham razão de ser.
A organização atascou-se numa ratoeira chamada península de Tróia, ao decidir concentrar a primeira etapa num raio muito pequeno com parcos acessos, o que não tinha acontecido no ano passado, pois ai as Zonas Espectáculo estavam espalhadas por varias dezenas de quilómetros sendo servidas por óptimas estradas.
Este ano ninguém se entende quanto às Zonas Espectáculo, sua localização e acessos. Vejam por exemplo o que se vai escrevendo neste fórum (link). Até os horários fornecidos pela organização são colocados em causa. A desilusão é total!
Face a isto decido tocar num assunto que já tinha tentado esquecer, mas que demonstra bem o ridículo de toda a situação: Ontem, no matutino comentário à imprensa da SIC Noticias vi Carlos Barbosa, presidente do ACP – que patrocina alguns pilotos - e pai de um dos pilotos deste Dakar (adivinhem quem?) dizer alto e bom som: “As etapas portuguesas do Lisboa-Dakar 2007 são pobres, muito pobres”. Barbosa não se ficou pela afirmação e provou-a, dizendo já ter feito as duas especiais na sua totalidade, à revelia da organização, pois o “percurso é secreto!!!”.
Não há vergonha??!!!
Em suma: uma etapa que corre de norte para sul com uma especial que se disputa de sul para norte; informação ridícula e imprecisa para quem quer ver a prova; estradas cortadas que não deviam de estar e vice-versa; pais de pilotos com outras responsabilidades que já “treinaram” a especial…
A barraca está montada e é bem mais linda do que as tendas em Belém.
O Lisboa-Dakar foi durante muito tempo um sonho. Hoje é uma realidade. Que começou no ano passado e deverá acabar este ano!
Uma última nota Não me admira que a maioria dos pilotos portugueses (quem sabe também alguns estrangeiros) tenham treinado as especiais portuguesas. Obviamente que ai não se decide a prova, mas decide-se à revelia da verdade desportiva (em especial para os amadores portugueses) a manutenção de um bom patrocínio para o ano que vem. Lamentável!

PSL

2 comentários:

Anónimo disse...

Amigo Pedro eu estou de partida pro "DAKAR" vou pra Lisboa ver as verificações tecnicas e depois Grandola e por fim Portimão...Eu depois deixo aquim algumas das fotos que vou tirar...E aproveito para fazer o resumo das etapas portuguesas. Um abraço e DA-LHE GÁS

Miguel S. disse...

Como sou um amante do Dakar, gostei, claro, de descobrir este blogue.